Skip to content

TSE pode tornar Bolsonaro inelegível, mas a prisão é vista como improvável

Em entrevista à Folha de S. Paulo, nosso sócio Davi Tangerino falou sobre as investigações da Polícia Federal (PF) contra o ex-presidente Jair Bolsonaro, suspeito de autoria intelectual dos ataques golpistas de 8 de janeiro em Brasília.

Segundo relata a matéria, o ministro Alexandre Moraes atendeu à requisição da Procuradoria-Geral da República (PGR ) e incluiu Bolsonaro como investigado por suspeita de incitar os atos.

A solicitação foi feita após o pedido de 80 integrantes do Ministério Público Federal ao procurador-geral da República, por conta de um vídeo publicado —e posteriormente apagado— por Bolsonaro em suas redes sociais, no dia 10 de janeiro, em que questionava a legitimidade da eleição de Lula.

Na opinião de Davi, “quando a premissa da tentativa de golpe era de que as urnas foram fraudadas e que o Lula não poderia ter sido candidato e vem o líder dessas pessoas no dia seguinte e diz: ‘Lula não foi eleito pelo povo’ é um sinalizador para que elas continuassem fazendo o que estavam fazendo”.

Leia a matéria completa: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2023/01/tse-pode-tornar-bolsonaro-inelegivel-mas-prisao-e-vista-como-improvavel.shtml

Esse site não utiliza cookies.